Reservas de Hotéis Aluguel de Carro Passagens Aéreas
 Quem somos   |   Formas de Pagamento    |    Compromisso com o Menor Preço   |    Vantagens    |   Segurança    |   Privacidade
Passagens Aéreas Promocionais
Nacionais

Internacionais

No Exterior

Viajando para o Brasil

Viajando entre países

 

Nacionais

Internacionais

 

Brasil

Exterior

 

Seguro viagem

Passaporte

Vistos

Pacotes turisticos

Consulados
Hotéis em São Paulo

Embaixadas do Brasil

Mapa do Site

 

Dicas de Saúde

Guia do Passageiro

Bagagem

Alfândega

Viagens Exterior

Glossário

Chamadas a Cobrar

Roma - IT

Roma é a cidade capital da Itália e sede da comuna e da província com o mesmo nome, na região do Lácio. Conhecida internacionalmente como A Cidade Eterna pela sua história milenar, Roma espalha-se pelas margens rio Tibre, compreendendo o seu centro histórico com as suas sete colinas: Palatino, Aventino, Campidoglio, Quirinale, Viminale, Esquilino, e Celio.


Segundo o mito romano, a cidade foi fundada a cerca de 753 a.C. por Rômulo e Remo, dois irmãos criados por uma loba, que são atualmente símbolos da cidade. Desde então se tornou no centro da Roma Antiga - Reino de Roma, República Romana e Império Romano - e, mais tarde, dos Estados Pontifícios, Reino de Itália e, por fim, da República Italiana.
No interior da cidade encontra-se o menor estado independente do mundo, o Vaticano, residência do Papa. É uma das cidades com maior importância na História mundial, sendo um dos símbolos da civilização européia.

Com a sua imensa bagagem cultural, é um dos grandes pólos de atração turística internacional. Mas não somente do passado vive a Cidade Eterna. É, ainda, um grande centro de referência que se estende da moda à culinária.
Com um trânsito um pouco caótico, é possível conhecer Roma de ônibus, metrô, vespas ou mesmo a pé, uma das opções mais agradáveis.
O Rio Tibre divide a cidade em duas metades. Numa ficam as ruínas do Coliseu e do Fórum Romano. Na outra, o Vaticano e o Trastevere, bairro alegre tomado por trattorias.
Caminhando pela cidade o visitante terá a chance de descobrir ruínas milenares cercadas como praças, monumentos e obras de arte a céu aberto, prédios públicos com arquitetura detalhada em diversos estilos, principalmente o clássico, além de restaurantes e cafés charmosos.
A Piazza Di Spagna é um dos locais mais conhecidos de Roma. A vista que se tem do alto destas escadarias é uma das melhores da cidade, o que fez deste local uma escolha freqüente de muitos diretores de cinema. Este é um local tradicional de encontro de gente jovem, turistas, e artistas de rua, que costumam se reunir em torno da Fontana della Barcaccia, na base da escadaria, ou nas ruas em volta. A igreja do topo, Trinità dei Monte, foi construída em 1495, e contém muitas obras de arte. Perto desta praça fica também outro ponto importante da cidade, a Via Condotti, uma das ruas mais elegantes de Roma, que abriga várias lojas de griffe, além do mais tradicional dos cafés da cidade, o Caffé Greco. Outra caminhada muito agradável é percorrer a badalada Via del Corso, uma das mais movimentadas artérias de Roma, que segue desde o Vittoriano até a Piazza del Popollo, um dos endereços mais concorridos de Roma.

Outra referência cinematográfica, graças á famosa cena principal de La Dolce Vita, de Fellini, a fonte projetada por Nicola Salvi em 1762, e que mostra Netuno cercado por dois tritões, é hoje um dos endereços mais visitados de Roma. O folclore que envolve a Fontana di Trevi diz ainda que o visitante que atirar na fonte uma moeda de costas e por cima do ombro direito retornará a cidade.
De todos os lugares históricos de Roma o mais conhecido é sem dúvida o Coliseu, também estrela de muitos filmes. Sua construção foi iniciada pelo imperador Vespasiano no ano 72, sendo inaugurado oito anos depois. O prédio mede cerca de 200 por 160 metros, com paredes de 60 metros de altura, equivalentes a um prédio de 20 andares. De acordo com os registros históricos, nos 100 dias de espetáculos de sua inauguração, milhares de gladiadores e feras foram mortos. Com o passar do tempo, parte do prédio foi derrubada por terremotos, e diversos outros trechos foram desmontados para que suas pedras fossem aproveitadas em outras construções da cidade. Só após muitos séculos é que foi dada a devida atenção a este local, monumento vivo da história de Roma, do Cristianismo, e do mundo.
Cansado de andar? A pedida é sentar em um dos cafés da Piazza Navona, usada na Roma Imperial para corridas de cavalos, ou inundada para a realização de batalhas navais. Rodeada de prédios históricos e simpáticos bares com mesas nas calçadas, nesta praça ficam as lindíssimas fontes de Fiumi, Moro e Nettuno. É nesta praça também que fica a embaixada do Brasil.
A praça repleta de gaivotas diante do Panteon, o colossal edifício construído há quase dois milênios, a mando do imperador Adriano, com um inigualável recurso de iluminação natural, também pode ser uma boa pedida para uma parada estratégica.

Com as forças recuperadas, o roteiro pode prosseguir à Piazza Venezia, que abriga o Vittoriano, apelidado de "máquina de escrever". Construído entre 1885 e 1911, em homenagem à independência Italiana, ele guarda o túmulo do soldado desconhecido. É uma das maiores construções de Roma, e é praticamente o centro do centro. Seguindo, o destino pode ser a Galleria Borghese, que guarda uma das mais famosas coleções de arte de Roma, e onde estão obras belíssimas de artistas clássicos como Rubens, Boticelli, Bellini, Giorgione e Veronese.
Quem vai a Roma, tem que ver o Papa, e no Vaticano, a grandiosidade da Basílica de São Pedro poderá deixar emocionado até o mais fervoroso ateu. A maior e mais importante igreja católica do mundo é, provavelmente, a mais linda de todas também. Imponente, a basílica é extremamente rica, com muitos detalhes folhados a ouro. Na basílica, além do ouro e do papa, que tem um forte esquema de segurança, existem outros tesouros, como os túmulos de papas antigos e os restos mortais de São Pedro.
E para quem quiser ver Roma do alto, nada melhor do que subir até o topo da basílica. O visitante terá uma vista inesquecível. A visita ao Museu do Vaticano e à Capela Sistina também é essencial. É preciso ver, por exemplo, os afrescos renascentistas criados por Rafael por volta de 1500.

Os passeios ainda podem levar a outras atrações, como o impressionante Fórum Romano que era o principal centro comercial da Roma Imperial. Ali havia lojas, praças de mercado e de reunião. Também era o local onde exatamente ficava o coração comunal. Atualmente reúne inúmeras estruturas, monumentos, edifícios e outras ruínas antigas.
O Arco de Constantino também atraí muitos visitantes e é um arco triunfal em Roma, a curta distância para oeste do Coliseu. Foi erigido para comemorar a vitória de Constantino sobre Maxêncio na Batalha da Ponte Mílvio, 312 AD. A batalha está representada na banda pouco esculpida sobre o lado direito do arco, na frente oposta ao Coliseu.
Ainda restam inúmeros pontos de interesse na cidade, já que Roma reserva inúmeras surpresas, história, cultura, boa comida e muita diversão...

Por Verônica Moschetta

 

 

 

Este site é operado pela Ponto Tur Viagens e Turismo. Copyright© 2006 Ponto Tur. Todos os direitos reservados.

 
 
 

 

Aluguel de Carro


Seguro de viagem     São Paulo

Reserva de Hotel

pacotes turisticos