Reservas de Hotéis Aluguel de Carro Passagens Aéreas
 Quem somos   |   Formas de Pagamento    |    Compromisso com o Menor Preço   |    Vantagens    |   Segurança    |   Privacidade
Passagens Aéreas Promocionais
Nacionais

Internacionais

No Exterior

Viajando para o Brasil

Viajando entre países

 

Nacionais

Internacionais

 

Brasil

Exterior

 

Seguro viagem

Passaporte

Vistos

Pacotes turisticos

Consulados
Hotéis em São Paulo

Embaixadas do Brasil

Mapa do Site

 

Dicas de Saúde

Guia do Passageiro

Bagagem

Alfândega

Viagens Exterior

Glossário

Chamadas a Cobrar

Petrolina - PE

 

A região onde está localizado o município de Petrolina, chamada, no século XIX, de Passagem de Juazeiro, era o ponto por onde passavam viajantes do Norte do país com destino à Bahia e aos estados do Sul. A partir de 1862, o povoado foi elevado à categoria de Vila, recebendo o nome de Petrolina, em homenagem ao Imperador D. Pedro II e a sua esposa Dona Leopoldina.

 

A produção de vinhos em Petrolina é uma das fortalecedoras do desenvolvimento do setor no Vale do São Francisco. O incentivo à produtividade fez com que Petrolina virasse o segundo pólo vitivinicultor do país. São produzidas em Petrolina cerca de 2 safras anualmente, através de técnicas avançadas de agricultura irrigada, utilizando-se as águas do rio São Francisco.

 

Além do vinho, a região de Petrolina contempla atualmente a maior produção de frutas do país, sendo responsável por uma parcela de 30% das exportações brasileiras do setor. São cerca de cinco milhões de caixas de uva sem sementes exportadas para outros países, além de estimados 12 milhões de caixas de manga sem fibra.

 

Aproveitando as características propícias para a produção das frutas tropicais, Petrolina planta flores características do clima tropical. A produção da cidade, junto à de mais oito municípios, colocam Pernambuco como o primeiro produtor nacional de flores desta espécie.

 

O artesanato, onde se destaca a produção de carrancas, é outro potencial de Petrolina. A maior representante desse artesanato é Ana das Carrancas, com um acervo diversificado de peças em barro e madeira. Em 2000, a artesã foi homenageada com o Museu Ana das Carrancas que atualmente é um dos principais pontos de visitação turística.

 

No meio do Rio São Francisco, ilhas enfeitam a paisagem. A Ilha do Rodeadouro tem areias finas e douradas, diversas barracas, com som ao vivo nos finais de semana, e o tradicional peixe ribeirinho, o surubim, feito na brasa.

 

Uma boa opção para quem quer relaxar desfrutando da beleza natural de Petrolina é o passeio fluvial, onde barcas realizam uma rota turística que vai desde o Cais, na Orla de Petrolina, passando pelas Ilhas do Massangano, Maroto, Pantanal, Rodeador, até a Ilha da Amélia. Os passeios que duram cinco horas proporcionam aos passageiros música, lindas paisagens e paradas para mergulho.

 

No Bodródomo os turistas podem apreciar o principal prato típico da região, o bode assado. Com mais de dez restaurantes, o local ainda dispõe de área para shows musicais, quiosques e lanchonetes.

 

O Museu do Sertão possui um rico acervo de mais de três mil peças, que contam a história da cultura indígena, do artesanato, da religião e da política da região, além de um destaque especial para os pertences particulares de Lampião.

 

O aeroporto Senador Nilo Coelho se firma como um dos principais do Nordeste, impulsionado pela produção do Vale do São Francisco, e recebeu infra-estrutura especial, a fim de possibilitar um envio mais rápido da produção para os mercados consumidores, principalmente Europa e Japão.

 

O aeroporto de Petrolina tem capacidade para atender até 150 mil passageiros por ano, e a cidade está distante da capital Recife, 767 km.

 

Por Verônica Moschetta

 

 

Este site é operado pela Ponto Tur Viagens e Turismo. Copyright© 2006 Ponto Tur. Todos os direitos reservados.