Reservas de Hotéis Aluguel de Carro Passagens Aéreas
 Quem somos   |   Formas de Pagamento    |    Compromisso com o Menor Preço   |    Vantagens    |   Segurança    |   Privacidade
Passagens Aéreas Promocionais
Nacionais

Internacionais

No Exterior

Viajando para o Brasil

Viajando entre países

 

Nacionais

Internacionais

 

Brasil

Exterior

 

Seguro viagem

Passaporte

Vistos

Pacotes turisticos

Consulados
Hotéis em São Paulo

Embaixadas do Brasil

Mapa do Site

 

Dicas de Saúde

Guia do Passageiro

Bagagem

Alfândega

Viagens Exterior

Glossário

Chamadas a Cobrar

Johannesburg – ZA

Johannesburg é a maior cidade da África do Sul. Com cerca de 5.3 milhões de habitantes, é a terceira maior do continente África e é a capital da província de Gauteng bem como sede da Corte Constitucional Sul-africana. Foi fundada em 1886 com a descoberta de ouro na zona, e é um centro de ouro e diamante em larga-escala. Johannesburg também é o maior centro industrial e financeiro do país. Johannesburg tem uma das 40 maiores áreas metropolitanas do mundo, e é a única cidade global africana. Apesar de ser confundida como capital da África do Sul, a cidade não é um dos centros políticos, embora Pretória, pertença a sua região metropolitana.



Johannesburg cresceu como um pequeno assentamento de mineradores, mas com a notícia do ouro se espalhando, milhares de pessoas de outras regiões se estabeleceram na área principalmente vindas da América do Norte, Reino Unido e do resto da Europa. Com a supervalorização das terras, as tensões cresceram entre os africâners, que controlavam a região durante o século XIX, e os britânicos, culminando na Segunda Guerra dos Bôeres. Os bôeres perderam a guerra e o controle da área foi cedido aos britânicos.
Com a União Sul-africana declarada em 1910, o governo passou a controlar mais as áreas de extração. Foi instituído um sistema racial em que negros e indianos seriam pesadamente taxados e barrados na contratação de trabalhos não-braçais. O governo também instituiu a mudança forçada da população não-européia para áreas delimitadas. Foi neste sistema que foi criada a Township de South Western Townships, mais conhecida como Soweto onde Nelson Mandela viveu por diversos anos.
As regras do apartheid foram abandonadas em fevereiro de 1990, e desde as eleições de 1994, Johannesburg se viu livre das leis discriminatórias.
A casa que Nelson Mandela morou antes de ser condenado à prisão perpétua foi transformada em museu e a igreja Regina Mundi Churh, onde ocorreram muitas das reuniões secretas contra o sistema, tornou-se centro de peregrinação.

Um dos bairros mais procurados pelos turistas em Johannesburg é Hillbrow, região antiga da cidade que concentra bares, restaurantes e casas noturnas. O Market Theatre Complex é outra atração famosa, com teatros, galerias de artes, cafés e restaurantes. Em frente, fica o Museu África, sobre a cidade. Para diversão garantida a pedida é o Gold Reef City, parque temático ao sul de Johannesburg onde funcionou uma das primeiras minas de ouro do país e que reproduz a vida durante o auge da corrida do ouro, no século 19, com seu casario em estilo vitoriano.

Ao ser sede da próxima Copa, em 2010, a África do Sul, que hoje tem contra si índices de violência altos, terá a oportunidade de consolidar sua posição como grande pólo turístico internacional. Hoje, encanta surfistas, enófilos e aqueles que querem participar de um safári fotográfico em uma das reservas, chamadas "game lodges”.
Quem aproveita a estada em Johannesburg para compras acha no shopping Sandton, no distrito homônimo, 450 lojas, bons restaurantes e um hotel InterContinental. Ali, quem planeja fazer safári acha roupas cáqui, camisas reforçadas, bonés com proteção para orelha e nuca.

Situada a 50 quilômetros de Johannesburg, Pretória é uma cidade aprazível, com muitos parques e com os mais importantes monumentos da África do Sul. Ali estão situados os principais museus do país, a exemplo do Transvaal Museum, Kruger Museum e o African Window; as embaixadas, ministérios e o palácio do governo. A Melrose House, casa em estilo vitoriano onde foi assinado o acordo de paz que pôs fim à Guerra Anglo-Boer (negros contra brancos), no começo do século, é outra atração local. O National Zoological Gardens é uma atração imperdível: trata-se de um dos melhores zôos do mundo.

 
Por Verônica Moschetta

 

 

Este site é operado pela Ponto Tur Viagens e Turismo. Copyright© 2006 Ponto Tur. Todos os direitos reservados.

 
 
 

 

Aluguel de Carro


Seguro de viagem     São Paulo

Reserva de Hotel

pacotes turisticos